Avançar para o conteúdo principal

Projeto Escreve-te: Dia internacional para a eliminação da violência contras as mulheres

25 de Novembro 

Dia internacional para a eliminação da violência contras as mulheres 


Bem como sabem faço parte de um projeto que tem como nome Projeto escreve-te, este projeto dá a conhecer temas que por vezes estão “escondidos” do povo ou que não têm a devida atenção por isso este mês o projeto escreve-te escolheu o dia internacional para a eliminação da violência contras as mulheres que é celebrado a 25 de novembro como foi designado oficialmente em 1999 pelas nações unidas (ONU), esta data está relacionada com a homenagem a Tereza, Mirabal-Patrícia e Minerva, presas, torturadas e assassinadas em 1960, a mando do ditador da República Dominicana Rafael Trujillo. Este dia esta marcado no calendário para que um dia especifico (todos os dias são dias para a eliminação da violência contra as mulheres) se alerte a sociedade para os vários casos de violência contra as mulheres nomeadamente casos de abuso ou assédio sexual, maus tratos físicos e psicológicos. 




 Agora que já colhesses um pouco da história deste dia vou-te elucidar que em Portugal 85% das vítimas de violência neste casos doméstica (porque existem outros tipos de violência) são mulheres, e as vítimas pertencem a todas as classes sociais e económicas.

Aguentas as tuas emoções porque vai ai uma história que te vai colocar com as emoções a for da pele. Esta história que aqui escrevo em forma de poema foi baseada numa história verdadeira. 


Um dia normal
Durante as limpezas
No sótão encontrei
Encontrei coberta de pó
Uma maquina
Uma maquina de escrever antiga
Limpei o pó e peguei em
Pedaços de papel também eles
Manchados do pó
Encostei-me a parede fria
Com a maquina de escrever
E comecei a
Cada letra a minha mão tremia
As emoções difíceis de controlar
E as lágrimas a chegar.
Porque está historia
Que escrevo hoje
É igual a muitas outras, mulheres que
Sofrem, sofreram tanto ou
Mais que eu,
Infelizmente umas acabaram mesmo por
Morrer as mãos dos monstros
Outras tiveram um final feliz.
A cada palavra que escrevia
Uma lágrima caia
Caia pelo rosto
Ainda com as marcas.
As marcas que podem desaparecer com o tempo
Mas que estão lá sempre.
Marcas que sempre que saia de casa
Me questionavam na rua:
Que marcas são essas?
E eu respondia: cai da cadeira..
Uma mentia
Uma mentira que se tornavam
Lágrimas que me tapavam a vista
E me levavam para casa
O local do filme de terror que
E assim continuei a escrever
No papel ficavam as lágrimas
Que representam as marcas
As marcas do sofrimento.
Mas,
Está é a minha historia
Que tem de ter um final feliz
Pós fim ao filme de terror
E dei inicio
Á historia de encantar
Porque temos de dizer
BASTA
Quero ser feliz!
Quero liberdade
Mudei a minha vida
Não mais vi lágrimas
A
Tapar a cara
Não mais tive de mentir
Em relação as marcas
Não mais as tive de tapar as marcas
Que o monstro me deixou
Espalhadas pelo corpo.


Quero ser feliz
Amor conquistar
Sou eu quem faz e
Quem escreve a minha
Historia

A história que tem um final feliz 









Comentários

  1. Uma poema muito bom. Há que deixar mensagens nestes dias
    http://retromaggie.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  2. Verdade! Cada vez mais é preciso combater esta vilolência! E começa em casa a educar os nossos filhos!
    Beijinho

    ResponderEliminar

Enviar um comentário